Proteção de Dados

Perda de chaves de criptografia nas empresas de saúde

O roubo de dados causou um aumento significativo no uso de chaves de criptografia nas empresas. É muito comum, por exemplo, que uma única empresa – seja um hospital, laboratório, clínica médica ou operadora de saúde – use várias ferramentas de criptografia diferentes. Possivelmente, elas sejam incompatíveis, o que pode resultar em milhares de chaves de criptografia. 

A pergunta que fica é: como prevenir a perda de chaves?

Em um mundo ideal, a gestão de chaves criptográficas tem a responsabilidade pela administração, proteção, armazenamento e o backup destas chaves.

Afinal, cada chave de criptografia deve ser armazenada com segurança, além de ser protegida e recuperável. Porém, a realidade é outra. Por isso, as empresas da área da saúde devem proteger seus dados e evitar a perda de chaves de criptografia. 

A importância do armazenamento e backup de chaves de criptografia

O gerenciamento de chaves significa proteger as chaves de criptografia contra perda e acesso não autorizado.

Muitos processos devem ser usados ​​para fazer o controle e a gestão de chaves. Isso inclui alterar as chaves regularmente, gerenciar como essas chaves são atribuídas e quem as recebe.

O fato é que a perda de chaves gera um impacto em importantes processos, inclusive os que são confidenciais, das empresas de saúde. Isso pode provocar a perda de acesso a sistemas e dados, o que é bem danoso. 

Importante destacar que, atualmente, é essencial para qualquer empresa ter mais de uma pessoa responsável pelo armazenamento e backup das chaves de criptografia.

Desta forma, as funções dos responsáveis devem estar bem definidas e é importante a criação de uma política de gerenciamento de chaves de criptografia eficiente e acessível a todos.

Entretanto, há um grande desafio pela frente. Um dos grandes problemas conhecidos é a falta de ferramentas unificadas para reduzir a sobrecarga do gerenciamento.

Um sistema de gerenciamento de chaves comprado de um fornecedor não pode gerenciar as chaves de outro fornecedor. Isso é devido ao fato que cada um implementa um mecanismo de gerenciamento de maneira própria.

Você provavelmente deve estar recordando alguns fatos relacionados a falta de um armazenamento eficiente. Inclusive os casos de perda de chaves e os impactos para a empresa.

A perda de chaves expõe dados de pessoas e empresas

A perda ou a exposição de chaves de criptografia nunca será uma boa experiência para uma instituição, especialmente para as empresas da área da saúde.

Seja na nuvem ou em data centers próprios, as empresas da área da saúde precisam construir uma estratégia de gerenciamento que evite a perda das chaves e, ainda, a exposição indevida.

As chaves de criptografia devem ser armazenadas de maneira segura e com acesso limitado àqueles que precisam delas para trabalhar. Por isso, algumas empresas utilizam aplicativos de proteção contra perda de chaves.

Eles servem para verificar o tráfego na rede em busca de vazamentos de dados assim como detectar a divulgação acidental ou maliciosa de informações confidenciais ou particulares.

Não apenas a gestão deficiente de chaves pode levar a servidores comprometidos, mas também se as chaves usadas para criptografar dados forem perdidas. Portanto, não existe um substituto para o gerenciamento de chaves de criptografia.

Situações comuns que levam a perda de chaves criptográficas

Por ser algo de relativa complexidade para determinados funcionários das empresas da área de saúde, é possível imaginar que a perda de chaves de criptografia não aconteça com tanta frequência. Entretanto, existem situações muito comuns em nossas rotinas que nos levam a cenários de perda de chaves:

  • O responsável pelas chaves esquece a senha de acesso à chave;
  • O funcionário responsável pelas chaves não lembra onde armazenou a chave;
  • O gestor possui uma quantidade de chaves enorme para gerenciar;
  • A pessoa responsável pelas chaves sai da organização e quem fica acaba com um grande problema de gerenciamento.

As chaves de criptografia devem ser controladas

Antes de mais nada, é importante ver o que é uma assinatura digital e como ela funciona.

Uma assinatura digital é o equivalente a uma assinatura escrita. Seu propósito pode ser verificar a autenticidade de um documento ou verificar se o remetente é quem ele afirma ser.

Isso nos mostra a importância das chaves de criptografia em processos produtivos, assim como o impacto gerado pela perda das chaves nas rotinas das empresas de diferentes segmentos ou tamanhos.

O custo principal da perda de chaves é o gerenciamento de risco. Isso por que incidirá principalmente em tornar as empresas alvo para sofisticados ataques virtuais, levando a prejuízos não só financeiros, mas também relacionados a imagem da organização.

Uma das práticas mais recomendadas para reduzir incidentes relativos aos ataques virtuais é a realização de auditorias. Isso por que essa prática auxilia identificar se as chaves estão sendo utilizadas e da forma correta. Esse processo consiste em auditar a criptografia de chave pública para identificar fontes e dispositivos vulneráveis, de tokens a certificados TLS.

As estratégias de mitigação disponíveis dos fornecedores podem então ser revisadas e aplicadas de acordo com as prioridades baseadas no risco.

A solução para os problemas da perda das chaves de criptografia

Não faltam orientações sobre como gerenciar identidades digitais e como identificar a melhor opção para uma empresa do setor de saúde, tudo depende do ambiente atual e dos recursos disponíveis.

De uma maneira geral, as empresas devem se concentrar na melhoria contínua e, ao mesmo tempo, gerenciar seus riscos a um preço compatível com sua realidade.

As empresas devem avaliar criticamente a forma como protegem seus sistemas. Devem também considerar as “causas-raiz” dos incidentes de segurança em seus ambientes como parte de uma avaliação de riscos.

É comum, por exemplo, vários incidentes de segurança relacionados a contas comprometidas. Principalmente em decorrência da falta do gerenciamento correto das chaves de criptografia.

À medida que os sistemas se tornam mais seguros e as empresas adotam medidas efetivas para gerenciar seus processos, a gestão de chaves se torna cada vez mais essencial. Proteger os dados de uma empresa de saúde é fundamental para a segurança das informações de seus pacientes.

E-VAL Saúde, uma empresa do Grupo E-VAL

A E-VAL Saúde é uma empresa especializada em certificação digital, segurança da informação com foco em assinatura digital, autenticação e proteção de dados, em especial para assinatura digital de prontuários eletrônicos do paciente, gerenciamento eletrônico de documentos e demais documentos de seu hospital, operadora, laboratório ou clínica. A E-VAL Saúde tem mais de 10 anos de experiência no mercado da saúde. 

Fale conosco, os especialistas da E-VAL Saúde terão o maior prazer em atendê-los. Queremos contribuir para o desenvolvimento dos seus projetos e a melhoria contínua da segurança do seu hospital, operadora, laboratório ou clínica

Até breve!